sábado, 20 de junho de 2020

Denúncias de trabalho infantil crescem mais de 62% no Ceará

De 1º de janeiro a 18 de junho deste ano, 26 denúncias de violação de crianças e adolescentes envolvendo trabalho infantil foram registradas no Ministério Público do Trabalho (MPT) do Ceará. O número representa um aumento de 62,5% em relação ao 1º semestre de 2019, onde foram registrados 16 denúncias. Com o quadro de vulnerabilidade das famílias e fechamento das escolas, que são, hoje, um dos principais caminhos de denúncia, a situação se agrava.

Somente entre março deste ano, quando foi confirmado o 1º caso da Covid-19, e 12 de junho, foram 20 denúncias. Além disso, o MPT instaurou seis Procedimentos Promocionais (PA-PROMO) com o objetivo de realizar o planejamento, articulação, coordenação e execução de ações preventivas para coibir o trabalho infantil. Em 2019, foram sete procedimentos deste tipo.

31 crianças e adolescentes foram expostas ao trabalho infantil no Ceará neste ano.
O número de jovens nesta posição, no entanto, é ainda maior, visto que há uma dificuldade em precisar a quantidade de envolvidos no trabalho intantil já que a maior parte dos processos correm em segredo de Justiça.

Fonte: Diário do Nordeste

0 comentários:

Postar um comentário